19 de jan de 2017

Metas 2017

|
Olá pessoas da internet, tudo bem com vocês? Ano novo iniciando e temos muitos planos e sonhos para 2017, milhares de projetos que já não aguentamos mais e estamos doidos para que saia do papel, não é mesmo?


Ahhhhh começo de ano sempre mil maravilhas, tudo é lindo. Mas vamos lá né. Todo inicio de ano falamos a mesma coisa: vou começar dieta, vou entrar na academia, vou ser menos preguiçosa, vou ler mais, etc, etc, etc. Mas quando os meses começam a passar acabamos esquecendo desses projetos e o ano vai passando e quando nos damos conta o ano acabou e não fizemos nada e ai começa tudo de novo: "Ano que vem irei fazer novos planos e vai dar certo", ai acontece a mesma coisa (rsrsr),no começo sempre empolgação, mas depois tudo some.

Sou assim também, sempre fiz planos e começa bem, mas depois tudo desandava e no final do ano fico mal por não ter cumprido nenhuma meta, ou ter começado e largado e é por isso que nesse novo ano minha meta é não fazer metas, deixar as coisas acontecerem naturalmente e como deve ser, não criarei expectativa em nada e irei fazer tudo que estiver ao meu alcance, vamos ver se assim funciona. Acho que metas de uma certa parte são boas, por que nos mantém focados em nossa missão, mas ao mesmo tempo algumas metas é como se fosse algum dever que deve ser cumprido e quando a meta é algo que temos que fazer por fazer, não dá certo, pois largamos e nos frustramos rápido demais.

Então faça só o que pode cumprir e deixe a vida te levar.


Post atrasado de metas... Mas ainda esta valendo rsrsrs. :*

17 de jan de 2017

Redes Sociais ou Minha Vida.

|
Oiii gente, como vocês estão? - Espero que estejam bem.



Hoje irei de falar de um assunto que atingem várias meninas/meninos que tem blog ou youtube, a oposição dos pais com essa rede social que cresce a cada dia mais. Muitos pais não apoiam que os seus filhos escrevam ou gravem vídeos por medo da exposição que seus eles vão sofrer. Mas mal sabem eles que proibindo é pior, pois eles acharão um jeito de postar seus pensamentos nas redes sociais, salvo a família monitorar os acessos, que vamos combinar que em pleno século XXI é estranho. Claro que deve haver uma preocupação, mas controlar é pior, pois como diz aquele ditado "tudo que é proibido é mais gostoso", proibindo vai atiçar a curiosidade da criança/adolescente em saber o por que dos pais estarem fazendo aquilo.
O certo é os pais sentarem e conversarem com os seus filhos sobre os perigos que a internet oferece, e dar uma carta de confiança, mas explicando que a falta de confiança acarretará em consequências que quem vai sofrer vai ser os filhos(as).

Claro que ainda existem muitos pais que não pensam assim e proíbem com medidas rigorosas de ter que escolher entre o mundo dos blogs ou o pagamento de uma faculdade, fazendo aquelas chantagens emocionais, sabem?
Pois bem, já ouvi casos de pessoas tristes pois os pais proibiam de uma certa forma que dava muita pena, porque desistir de um sonho é morrer por dentro, é criar frustrações desde cedo e pode acarretar em ser um adulto triste e sem grandes perspectiva com a vida.

Acho que por mais que os pais proíbam e você fique triste, chateado ou magoado e tenha que excluir o blog, o melhor a se fazer é ouvi-los e adormecer por um tempo esse sonho e é nesse tempo que você vai anotando todas as idéias e escrevendo todos os posts que irá fazer assim que retomá-lo. Aproveite esse tempo para ler mais, se aperfeiçoar, estudar, ouvir novas músicas, expandir a mente. Parece difícil, mas com o tempo e com o pensamento de que "eu estou fazendo isso para me aperfeiçoar no futuro com meu blog", pode ajudar.


Bye Bye - Adriana Costa


15 de jan de 2017

Tag: Analisando Filmes

|
Olá amores, essa semana assistindo a Netflix, tive uma ideia para o blog, fazer um resumo e dar pontuação em filmes que já assisti lá, não é sempre que estou assistindo filme por lá, pois sou viciada em série, mas pelo menos uma vez no mês, essa TAG, aparecerá aqui.
Então vamos lá...


     ... o filme que falarei hoje é Se eu Ficar.


Bom o filme retrata a história de Mia uma musicista que esta no último ano do ensino médio e vive seu primeiro e grande amor e o sonho de entrar na famosa escola de música Julliard. Como todo romance, a história tem seus altos e baixos, pelo fato de Adam ( o amor de sua vida), ter uma banda e viver viajando por dias fazendo shows e ela se dedicando ao último ano e se aperfeiçoando com o Violoncelo, para conseguir uma bolsa integral na escola de música. Os pais de Mia, que por sinal eram rockeiros, mas com o nascer dos filhos, o pai se tornou professor e a mãe trabalhava em meio turno e em um belo dia de inverno, todas as escolas fecharam pelo fato de o tempo estar ruim, eles resolvem visitar os parentes em outra cidade. Mas no meio do caminho eles sofreram uma acidente de carro, onde os pais faleceram na hora e Mia e seu irmão foram para o hospital para fazer várias cirurgias, e é quando ela está em coma que a história da vida dela começa a fluir, o romance, a primeira decepção, as festas, brigas, idas e vindas com o namorado,eles fazem planos de vida, que foi interrompido pelo acidente. Os pais dela acabam morrendo,junto com o irmão e é ai que ela quer parar de lutar e morrer, ai você pergunta: 
Como ela sabe que todos morreram, se ela esta em coma? - Bom, assim que ela sofre o acidente, a alma dela sai do corpo e ela vê tudo que ocorre ao seu redor.
Chega um momento que o avô dela pede para ela continuar lutando, mas ela fica na dúvida pois a família dela toda morreu, e uma das coisas que a faz querer viver é quando ela vê o namorado e ele conversando com ela lê a carta que diz que ela passou na Julliard, isso a faz acordar, pois ela vê a chance de superar tudo com a música e sempre foi isso que a família dela quis.

O filme termina assim que ela acorda, mas dá para imaginar o final, não cheguei a ler o livro e não sei se o livro acaba da mesma forma, mas acredito que ela foi para Julliard, e esta namorando ou casada com Adam.
Acho que o filme poderia ter resumido a história pós- coma. O filme é bom, mas achei que faltou mais um pouco de história.

Para esse filme eu dei 4 estrelas e a moral dele é:

*Por mais difícil que a sua vida esteja, não desista e pense naqueles que mesmo que não estejam por perto, torcem por você, é difícil recomeçar após uma grande perda, mas saiba que tudo é possível e saiba que você tem a oportunidade de fazer algo novo e diferente. Outra coisa que devemos levar para nosso dia a dia é que assim que sairmos para passear, trabalhar, etc, nunca mais nunca saia brigado com a família, marido, namorado, etc, porque nessa ida você não sabe se volta.Então ame sem medidas, se divirta, dê risada e aproveite ao máximo a sua vida, pois ela é curta e não sabemos ao certo o dia que partiremos ou que alguém que a gente ama muito vá embora.*


Bye Bye - Adriiana Costa